Como faço a renda passiva pagar minhas contas

131
Renda Passiva

Confira o meu orçamento com os dados atualizados de maio.

O crescimento da renda passiva continua, o acumulado desse ano está maior 37,11% com relação ao mesmo período do ano passado. Uma média mensal de R$ 908,12, suficiente para pagar contas de condomínio (água incluso), energia, internet e 30% da nossa alimentação.

A receita veio em linha com o planejado e os gastos abaixo do previsto, contribuindo para uma boa poupança, terceiro melhor mês do ano.

Abaixo, você confere tudo isso em detalhes e aprende a monitorar tudo o que é importante dentro do seu orçamento. Saiba mais sobre a Jornada da Riqueza.

Receitas

Em maio, houve aumento de 21,86% em relação ao mesmo período do ano passado.

Esse grande aumento aconteceu por: (1) maior salário (+5,52%), principalmente, por auxilio atividade física que passei a utilizar, (2) maior renda do consultório da minha esposa, mais ganhos com investimentos (R$ 1.664,15 v.s. R$ 1.036,09).

Por outro lado, revê redução pelo lado das vendas de produtos usados (R$ 800,00 v.s. R$ 118,00). Para saber mais sobre renda extra por meio de produtos usados, clique aqui.

Olhando exclusivamente para a renda passiva, tivemos um ganho de R$ 1.664,15, segundo melhor mês do ano. No acumulado anual, a média mensal é de R$ 908,12, 37,11% acima do mesmo período do ano anterior. Essa média mensal proporciona renda suficiente para pagar contas de condomínio (água incluso), energia, internet e 30% da nossa alimentação. Segue abaixo gráfico atualizado com os proventos distribuídos desde 2017:

Despesas

Ao comparar os meses de abril e maio, houve aumento de 5,58%.

Vamos aos destaques. Com alimentação gastamos 35,20% a mais do que abril, e acima do que inicialmente era planejado. Aqui são dois pontos que merecem comentário. Primeiro que alguns alimentos comprados e dura mais de um mês, então essa sazonalidade acaba gerando variação entre os meses e segundo é a inflação dos alimentos, que têm contribuído para gastos acima do previsto.

Com cuidados pessoais tive aumento de 306,36%, justificado pela renovação de diversos produtos para cabelo e pele, acumulando gastos em um único mês.

Na categoria ‘Outros’ houve aumento de 32,12%, basicamente por presentes do dia das mães. E os gastos com transportes se elevaram em 19,19% pela compra de passagens interestaduais para as aulas presenciais da especialização da minha esposa.

Tudo isso compensado por menores gastos com Saúde (-55,64%), redução pelo encerramento da fisioterapia e pela falta de exames e consultas médicas.

Os gastos com Habitação foram praticamente iguais entre os meses, tendo os gastos variáveis do mês passado substituídos pela compra de um Nintendo 3DS, nova bateria para notebook e utensílios de cozinha.

Orçamento

Finalizado o quinto mês do ano, por enquanto os gastos realizados, no geral, seguem abaixo do previsto. Embora, algumas categorias estejam acima.

Com destaque para a categoria alimentação e ‘outros’ com gastos significativamente maiores e educação e vestuário significativamente menores.

Próxima revisão do orçamento será em junho, o que podemos já cravar é que precisaremos revisar os gastos com alimentação para mais. Até aqui os gastos vieram pouco acima do planejado, até por conta da inflação de alimentos.

As demais categorias devem se enquadrar durante o ano, se tiver algum ajuste deverá ser pontual.

Nossa receita, nesse mês, veio em linha com o previsto. No acumulado está 5,93% melhor que o previsto. Isso, aliado a menores gastos do que o previsto contribuiu para uma poupança muito maior que a prevista até aqui. Ajudando na geração de riqueza e nos aproximando da meta de enriquecimento para este ano.

É isso, Poupadores! Conte conosco para quaisquer dúvidas, deixa um comentário aqui embaixo.

Artigo anteriorSabia que dá para economizar antecipando o pagamento do seu cartão?
Próximo artigoAcompanhe a minha estratégia para investir melhor em renda variável