Resultados do 3T21, vale apena investir na Oi (OIBR3)?

47
descubra se a oi está barata

Olá Poupadores, não é novidade para ninguém que a cotação da ação da Oi (OIBR3) está em baixa, no acumulado de 2021 a queda é de quase 58%. Vale investir ou não depois de toda essa queda? Vamos descobrir.

Se você ainda não conhece a estratégia da Oi, clique aqui.

Nesse artigo vamos atualizar nosso último estudo, mas agora com os dados do terceiro trimestre que acabaram de ser divulgados.

Aqui vamos tentar encontrar o preço da empresa comparado com seus pares: Desktop (DESK3), Brisanet (BRIT3), Unifique (FIQE3) e Vivo (VIVT3). Dessa vez, incluímos a Unifique (FIQE3) amplificando nossa base de comparação. Vamos abstrair alguns detalhes das operações já comentados no estudo anterior, leia se quiser saber mais detalhes.

Começando pela Oi, abatendo da dívida líquida as vendas do Oi móvel e parte da infraestrutura da Fibra (58%) a empresa está avaliada em R$ 6,07 bi com uma dívida líquida de R$ 1,7 bi. Conta com 3,2 mi de clientes na fibra somados a quase 1,5 mi no cobre.  

As demais empresas possuem 100% da operação de vendas e infraestrutura, como a nova Oi terá apenas 42% da infra, vamos considerar 71% (50% Oi + 21% da fibra) como resultado comparável aos 100% das outras empresas.

Para comparação com as demais empresas vamos fazer um exercício de regra de três, descobrindo quanto a Oi deveria valer comparado com os demais players do setor. Esse estudo não tem como objetivo chegar no valor exato, apenas ter uma noção de valor de acordo com as informações disponíveis no presente.

Vamos começar pela empresa de menor porte, a Desktop (DESK3). Terminou o semestre com 387 mil clientes, 1,9 mi de casas aptas a receber a fibra, com dívida líquida R$ -202 milhões e avaliada em R$ 1,5 bi.

Se a Desktop (DESK3) vale R$ 1,5 bi e tem 387 mil clientes, quanto deveria valer a Oi? Se a Oi tem 8,26 vezes mais clientes então R$ 1,5 bi multiplicado por 8,26 vezes dará R$ 12,40 bi, multiplicado por 71% (a Oi tem apenas 42% da operação de infraestrutura da fibra, lembra?), chegamos ao valor de R$ 8,80 bi. Para a Oi chegar nesse valor quanto é que deveria valer cada ação? R$ 1,33.

Vamos seguir o racional comparando com a Brisanet (BRIT3). A empresa terminou o trimestre com 791 mil clientes, 3,760 milhões de casas aptas a receber a fibra, dívida líquida de R$ -175 mi e avaliada em R$ 3,07 bi.

Se a Brisanet vale R$ 3,07 bi e tem 791 mil clientes, quanto deveria valer a Oi? Se a Oi tem 4,04 vezes mais clientes, então R$ 3,07 bi multiplicado por 4,04 dará R$ 12,41 bi, multiplicado por 71%, chegamos ao valor de R$ 8,81 bi ou R$ 1,33 por ação.

E comparado a Unifique (FIQE3), quanto deveria valer a Oi? Bom, a empresa terminou o trimestre com 424 mil clientes, 1,357 milhões de casas aptas a receber fibra, dívida líquida de R$ -511 mi e avaliada por R$ 2,38 bi.

Se a Unifique (FIQE3) vale R$ 2,38 bi e tem 424 mil clientes, quanto deveria valer a Oi? Se a Oi tem 7,54 vezes mais clientes, então R$ 2,38 bi multiplicado por 7,54 vezes dará R$ 17,94 bi, multiplicado por 71%, chegamos ao valor de R$ 12,74 bi ou R$ 1,93 por ação.

Agora vamos comparar com um player maior do que a própria Oi, a Vivo (VIVT3). Vamos manter a valoração da parte correspondente a Fibra como no estudo passado, de R$ 36 bi com R$ 2 bi de dívida líquida. A Vivo vendeu parte da Fibra à Fibrasil, que ficará responsável pela infraestrutura fora do Estado de são Paulo. Então, considerando que a Vivo ficou apenas com 25% dessa operação e levando em consideração que impacta 1,6 mi de clientes, vamos considerar que 83,22% do valor da fibra vendido ao cliente ficará nas mãos da Vivo, assim o resultado da Oi é 85,31% comparável a Vivo.

Se a Vivo (VIVT3) vale R$ 36 bi e tem 4,346 milhões de clientes, quanto deveria vale a Oi? Se a Oi tem 73,6% dos clientes da vivo, então R$ 36 bi multiplicado por 73,6% dará R$ 26,49 bi, multiplicado por 85,31%, chegamos ao valor de R$ 22,60 bi ou R$ 3,42 por ação.

Com todas as contas feitas, podemos partir de dois princípios: o preço da Oi está certo e todas as outras três empresas estão caras ou o preço das demais estão certos e a Oi está barata.

A Oi está negociada, no momento que escrevo o artigo, a 0,92 por ação, bem abaixo de todas as precificações por comparação que fizemos. O que parece plausível, analisando o momento presente, sem olhar para qualquer resultado futuro, é que o preço da ação da Oi deveria valer entre R$ 1,33 e R$ 3,42.

A Oi tem prós e contras comparativamente, nos prós temos que a Oi é um player nacional e possui um take up comparável a Vivo, embora fique abaixo da unifique. Por outro lado, a empresa encontra-se em recuperação judicial e ainda existe incertezas sobre as vendas da Oi móvel e Fibra, além da arbitragem para mudança do regime de concessão para autorização junto a Anatel.

Pesando tudo, acho que a Oi deveria vale R$ 2,14 por ação, um pouco acima da média de R$ 2,00 da comparação. São R$ 0,30 a menos do que no estudo passado, até porque a Oi vai precisar investir bastante e os juros tem subido.

Terminamos a comparação com o seguinte quadro resumo:

É isso, espero que esse estudo te ajude a ter mais informações sobre o valor da empresa e fique à vontade para fazer seus próprios ajustes se discordar de qualquer ponto apresentado.

Tem alguma consideração que deixamos de fora? Ficou surpreso com a precificação? Pretende comprar ou vai ficar de fora? Comenta aqui em baixo.

Artigo anteriorÚltima revisão orçamentária do ano
Próximo artigoCarteira de investimentos sentiu as quedas sucessivas da renda variável