A Oi (OIBR3) está barata?

151
descubra se a oi está barata

Olá Poupadores, não é novidade para ninguém que a cotação da ação da Oi está em baixa, no acumulado de 2021 a queda é maior que 53%. E por isso, muitos investidores tem perguntado se é o momento de comprar. Para responder a esta pergunta, apresento meu estudo relacionado ao caso.

Se você ainda não viu conhece a estratégia de negócio da Oi, clique aqui.

A verdade é que o preço do momento serve apenas para tomar a decisão de investir ou não na empresa, se o preço estiver abaixo do que ela vale, então estamos diante de uma oportunidade, caso contrário de um ativo que não vale o investimento.

Então para responder a esta pergunta, se vale ou não investir na Oi, tudo se resume a quanto vale de fato a empresa, e é isso que vamos tentar responder neste artigo.

Quero frisar o tentar porque existem várias maneiras de precificação e por mais que se tenha convicções só saberemos da resposta concreta olhando o preço no longo prazo, e as vezes isso pode demorar muitos anos.

O nosso estudo de precificação vai se resumir a comparar a Oi com as outras empresas que prestam o mesmo serviço e estão na bolsa de valores. Mas aqui não será uma comparação de indicadores, será uma comparação de quanto o mercado está pagando pelos clientes em fibra óptica das empresas listadas: Vivo (VIVT3), Brisanet (BRIT3) e Dektop (DESK3).

Como vocês sabem a Oi recentemente anunciou seus novos planos de se tornar uma empresa que neutra de Fibra óptica, precisando de desfazer de tudo que não é necessário para isto, ou seja, vender o Oi móvel e mais da metade da empresa de infraestrutura da fibra, garantindo a neutralidade na prestação dos serviços entre os demais provedores.

Pois bem, os leilões foram feitos e a Oi levantou R$ 27,8 bi em investimentos, conforme imagem abaixo:

Tendo isso em mente, e sabendo que a Oi terminou o segundo trimestre do ano com uma dívida líquida de R$ 25 bi, vamos então considerar que a Oi já fez os desinvestimentos, pegou o dinheiro e pagou todas as dívidas. Nesse cenário teríamos uma empresa apenas com a operação da banda larga, com 2.839 mi de casas com fibra óptica, um pouco menos de 2 mi na banda larga por cobre, sem dívidas e avaliada por aproximadamente R$ 6 bi.

Ah, mais uma coisa a Oi ficará apenas com 42% das ações da empresa responsável pela infraestrutura da fibra, enquanto os demais concorrentes possuem 100% da operação. Assim, vamos supor que metade da Oi é o atendimento ao cliente e a outra metade da infraestrutura da fibra, como ela detém 42% da infra o valor comparável com as demais empresas seria de 71% (50% Oi + 21% da fibra).

É esse cenário da Oi que vamos utilizar para comparar com as demais empresas com suas respectivas operações exclusivamente de banda larga. Para comparação vamos fazer um exercício de regra de três, comparando o que o mercado está pagando nas demais empresas e quanto deveria pagar pela Oi. Esse estudo não tem como objetivo chegar no valor exato, apenas ter uma noção de valor de acordo com o disponível no mercado.

Vamos começar pela empresa de menor porte, a Desktop (DESK3). Terminou o semestre com 333 mil clientes, 1,6 mi de casas aptas a receber a fibra, com dívida líquida de 333 milhões e avaliada em R$ 1.9 bi.

Se a Desktop (DESK3) vale R$ 1,9 bi e tem 333 mil clientes, quanto deveria valer a Oi? Se a Oi tem 8,52 vezes mais clientes então R$ 1,9 bi multiplicado por 8,52 dará R$ 16,19 bi, multiplicado por 71% (a Oi tem apenas 42% da operação de infraestrutura da fibra, lembra?), chegamos ao valor de R$ 11,49 bi. Para a Oi chegar nesse valor quanto é que deveria valer cada ação? R$ 1,91.

Vamos seguir o racional comparando com a empresa de atuação regional Brisanet (BRIT3). A empresa terminou o semestre com 737 mil clientes, 3,089 milhões de casas aptas a receber a fibra, dívida líquida de R$ 776 mi e avaliada em R$ 5,6 bi.

Se a Brisanet vale R$ 5,6 bi e tem 737 mil clientes, quanto deveria vale a Oi? Se a Oi tem 3,85 vezes mais clientes, então R$ 5,6 bi multiplicado por 3,85 dará R$ 21,57 bi, multiplicado por 71%, chegamos ao valor de R$ 15,31 bi ou R$ 2,55 por ação.

Agora vamos comparar com um player maior do que a própria Oi, a Vivo (VIVT3). Antes precisamos avaliar apenas a operação relacionada a banda larga. Então vamos lá.

Atualmente a empresa está avaliada em R$ 73 bi (banda larga + móvel), considerando que a Oi móvel com uma participação de mercado de 16,4% está sendo comprada por R$ 15,8 bi e a Vivo tem 33% do mercado, é plausível imaginar que a parte móvel vale por volta de R$ 37 bi, sendo R$ 31,6 bi pela proporção do mercado e mais um prémio por escala e eficiência. A empresa tem uma dívida líquida de R$ 4,5 bi, em nossa análise vamos considerar a dívida sendo metade do móvel e metade da banda larga. Portanto, para nossa comparação estimamos que a operação de banda larga vale R$ 36 bi, com R$ 2,25 bi de dívida líquida.

A vivo tem 4.046 milhões clientes na fibra, com 17,309 milhões de casas aptas a receber a fibra, dívida líquida de R$ 2,25 bi e avaliada em R$ 36 bi.

Se a Vivo vale R$ 36 bi e tem 4,046 milhões de clientes, quanto deveria vale a Oi? Se a Oi tem 70% dos clientes da vivo, então R$ 36 bi multiplicado por 70% dará R$ 25,26 bi, multiplicado por 71%, chegamos ao valor de R$ 17,93 bi ou R$ 2,98 por ação.

Com todas as contas feitas, podemos partir de dois princípios: o preço da Oi está certo e todas as outras três empresas estão caras ou o preço das demais estão certos e a Oi está barata.

Particularmente acredito que o da Oi está barata, principalmente por todo o histórico em bolsa da Vivo (VIVT3).

Portanto, fica perceptível que analisando o momento presente, sem olhar para qualquer resultado futuro, o preço da ação da Oi deveria valer entre R$ 1,91 e R$ 2,98.

Acho plausível considerar como valor justo de R$ 2,44 por ação, no meio da faixa entre R$ 1,91 e R$ 2,98, tendo em vista que a Oi é um player nacional e que não é a líder de mercado, além claro de estar saindo de um processo de recuperação judicial.

Terminamos a comparação com o seguinte quadro resumo:

É isso, espero que esse estudo te ajude a ter mais informações sobre o valor da empresa e fique à vontade para fazer seus próprios ajustes se discordar de qualquer ponto apresentado.

Tem alguma consideração que deixamos de fora? Ficou surpreso com a precificação? Pretende comprar ou vai ficar de fora? Comenta aqui em baixo.

Artigo anteriorIndicadores da riqueza melhoraram, apesar da queda da bolsa de valores
Próximo artigoMelhor poupança mensal deste ano