Melhor poupança mensal deste ano

50
melhor poupança

Confira o meu orçamento com os dados atualizados de julho.

O crescimento da renda passiva continua, o acumulado desse ano está maior 41,82% com relação ao mesmo período do ano passado. Uma média mensal de R$ 811,11.

A receita veio muito acima do previsto, graças a um enorme lucro em uma das empresas investidas. E a despesa permaneceu estável. Portando, tive a melhor poupança no ano, de quase 80% da receita.

Abaixo, você confere tudo isso em detalhes e aprende a monitorar tudo o que é importante dentro do seu orçamento. Saiba mais sobre a Jornada da Riqueza.

Receitas

Em julho, houve alta de 104,75% em relação ao mesmo período do ano passado.

O aumento aconteceu por ganhos muito maiores nos investimentos, maior salário (+6,64%), receitas de vendas do Nintendo Wii (R$550,00) e receitas bem maiores no consultório odontológico (+1962,73%). Na contramão teve a restituição do imposto de renda que foi menor em R$ 799,23.

Na renda através dos investimentos o resultado do mês foi bastante positivo, R$ 12.363,09 contra R$-271,49 do mesmo período do ano passado. Resultado alcançado graças ao lucro realizado de 183,47% em um dos meus ativos.

Olhando exclusivamente para a renda passiva, recebemos R$ 457,62. No acumulado anual, a média mensal caiu para R$ 811,11, ainda assim um aumento de 41,82% em relação ao mesmo período do ano passado. Segue abaixo gráfico atualizado com os proventos distribuídos desde 2017:

Despesas

Ao comparar os meses de junho e julho, houve redução de 2,97%.

Vamos aos destaques. A começar pela Poupança de 78,44%, melhor resultado até o momento, graças, sem dúvidas, a grande receita do mês e a manutenção dos gastos em mesmo patamar.

A maior redução aconteceu com cuidados pessoais (-91,19%) por despesas menores com academia (pagamento trimestral no mês anterior) e cosméticos e produtos de beleza. Depois com lazer, redução de 32,56%, basicamente, por comer menos fora de casa. E com saúde a queda foi de 15,21% pela cessão do serviço de Personal trainer iniciado por orientação médica para fortalecimento muscular.

Por outro lado, gastei mais com vestuário (+30,05%), ainda pelas compras de maio, com pagamento postergado para junho e julho. Mais 10,40% com Habitação, pela compra de um novo aparelho de jantar e uma nova lixeira par ao banheiro. E com alimentação o gasto foi maior em 4,5%, contribuição da inflação e maiores gastos com comida fora de casa.

Orçamento

Finalizado o sétimo mês do ano, no acumulado, temos receitas 15,15% acima do previsto e despesas 6,78% abaixo da previsão. Resultado positivo e que ajuda o nível de poupança estar nas alturas.

As únicas categorias que seguem com gastos acima do previsto são: alimentação, lazer e outros. Os gastos com alimentação continuam pressionados por inflação e novos hábitos alimentares, talvez tenhamos que novamente aumentar a previsão em uma próxima revisão. Já nas categorias lazer e outros a expectativa é convergir para a previsão até o fim do ano.

Assim, temos o cenário conforme imagem abaixo.

É isso, seguimos de olho para ter o máximo de previsibilidade. Previsibilidade financeira que por sua vez gera tranquilidade e economia, e que se bem aplicado gera riqueza.

Até a próxima, Poupadores! Conte conosco para quaisquer dúvidas, deixa um comentário aqui embaixo.

Artigo anteriorA Oi (OIBR3) está barata?
Próximo artigoTrês anos com meu amigo de quatro patas, saiba quanto gastei