Comprar ou alugar imóvel? Descubra como tomar a melhor decisão

135
Comprar ou alugar imóvel? Descubra como tomar a melhor decisão

Olá Poupadores, nesse artigo vamos falar sobre um dos temas mais polêmicos das finanças pessoais, com defensores de ambos os lados, o tema que me refiro é o de comprar ou alugar uma casa.

Antes de emitir a minha opinião, e já aviso que não será um clichê, gostaria de apresentar os prós e contras de morar de aluguel e da tão sonhada casa própria.

Flexibilidade

Durante nossa vida passamos por várias fases, cada uma delas com determinadas necessidades.

Imagine que você está cursando o nível superior, naturalmente um imóvel com pouco espaço e próximo a universidade será o mais indicado nessa fase. Acabou de cursar o nível superior e arranjou um emprego do outro lado da cidade? é melhor se mudar do que pegar trânsito todos os dias. A família cresceu? é hora de um imóvel maior. Envelheceu? Hora de pensar em um imóvel com muita acessibilidade.

Essa são só algumas das situações mais comuns. Perceba que o aluguel te dá muito mais flexibilidade para todas essas mudanças, além do custo ser bem menor. Já com a casa própria o processo de compra e venda pode levar vários meses e ainda um monte de burocracia envolvida.

Customização

Esse ponto é favorável a casa própria, pois você poderá deixa-la exatamente como desejar, enquanto que no aluguel você tem obrigação de devolver o imóvel exatamente como recebeu, inviabilizando decorar ou reformar, pois, nesse caso, você seria obrigado a desfazer tudo que foi feito ao devolver o imóvel.

Mudança

Se o imóvel é seu, só fará se desejar, por exemplo, caso o imóvel não atenda mais suas necessidades. Entretanto, se é alugado, a única certeza de permanência é até a duração do contrato, que poderá ser ou não renovado.

Caso o proprietário não queira renovar, você terá que se mudar. Para diminuir este transtorno, tente fazer um contrato de maior duração ou pelo menos converse com o proprietário para saber se ele tem outros planos para o imóvel.

Financeiramente

A vantagem, na maioria dos casos, é para o aluguel. Principalmente se for financiar, nesse caso os principais cuidados que deve ter é com a taxa de juros do financiamento e valor financiado, quanto maiores, pior.

DICA: ao financiar sempre verifique o Custo Efetivo Total (CET), que embute, além da taxa de juros do financiamento, todas as despesas envolvidas (encargos, tributos, taxas, etc).

Alugar ou Comprar?

Depois de muito estudar, analisar e refletir sobre o tema, minha resposta é que você deve comprar uma casa própria. A melhor pergunta para o tema deveria ser “QUANDO COMPRAR?

Se você comprar no momento errado o sonho da casa própria poderá se tornar um pesadelo.

A maioria financia e ao receber o imóvel já se sente dono. Porém, é importante lembrar que o imóvel só será seu após quita-lo, duvida? Experimente ficar três meses sem pagar o financiamento.

Caso consiga honrar o financiamento, ainda assim, você poderá no fim das contas pagar tantos juros que será como ter comprado dois, três ou quatro imóveis. Nessa situação, será que valeu mesmo a pena ou seria melhor ter alugado e depois poder comprar o imóvel a vista e ainda sobrar um caminhão de dinheiro na conta.

Voltando a nossa pergunta central, quando deve ser o momento certo? Vou apresentar apena algumas situações que considero bem adequadas.

A primeira é para quem trabalha de carteira assinada, e diz respeito a utilização do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O FGTS é um confisco que o governo faz do seu dinheiro, investindo com uma rentabilidade bem baixa (3% a.a. + TR) e só te permite utilizar em situações bem específicas, uma delas é na compra de imóvel.

Devido a rentabilidade baixa do FGTS quando maior o montante que tiver para usar como entrada no financiamento, melhor será. E se tiver por volta de 60% do valor de entrada no FGTS, sairá mais barato comprar do que alugar. Esse percentual de entrada poderá ser menor ou maior conforme a taxa de juros do financiamento, valor do aluguel da sua região, etc. Não existe número mágico, tem que fazer conta pra sua situação.

Uma outra situação vantajosa é se a aquisição do imóvel ocorrer através de leilão, nesse tipo de comprar é possível comprar um imóvel com descontos de 40 a 50%. Mas aqui você precisará se especializar no assunto e ter paciência até surgir uma boa oportunidade. Quanto mais próximo a grandes centros mais fácil será encontrar bons imóveis com bons descontos.

E uma terceira opção é quando o imóvel representar até 20% do seu patrimônio. Nesse caso, você terá os benefícios da casa própria sem comprometer seu futuro financeiro, uma relação que vale a pena.

Está no dilema se compra ou aluga? Conhece outras situações que é mais vantajoso a compra? Comente aqui em baixo.

Artigo anteriorMelhor crescimento patrimonial desde março de 2021!
Próximo artigoCarteira de Dividendos