Mais um ano de meta alcançada

17

Olá, Poupadores! Venho trazer mais uma atualização mensal do meu patrimônio.

A bolsa de valores fechou, finalmente, no azul, após 5 meses de quedas. Embora minha carteira tenha rentabilizado um pouco abaixo do índice. Isso somado a valorização dos bens que não produzem renda e pagamentos de dívidas, fez com que terminássemos o ano acima da meta.

Todos os três indicadores da riqueza melhoraram e tivemos a valorização de 4,15% no patrimônio.

A seguir, você confere isso em detalhes.

Saiba mais sobre o que é a Jornada da Riqueza e como medir sua riqueza de verdade.

Indicador de Ativos Geradores de Renda

Este indicador mostra, em percentual, quanto o seu dinheiro está trabalhando para você. Quanto maior o percentual, melhor.

Nova alta, de 77% para 77,46%, graças ao bom resultado dos investimentos, o indicador só não avançou ainda mais por causa da reavaliação de valor justo de bens que gerou uma apreciação de quase R$ 1,5 mil.

Indicador de Endividamento

Este indicador é dado pela soma total de passivos dividida pela soma total de ativos. Ele é responsável por mostrar como o seu aumento patrimonial está sendo financiado: com dinheiro próprio ou através de empréstimos de bancos, financeiras, cartões, etc. Saiba mais sobre a taxa de endividamento.

O indicador teve uma boa queda, explicado pelo pagamento das contas realizadas no crédito e pelo avanço patrimonial maior que 4%.

Indicador da Riqueza

Este indicador serve como um termômetro da independência financeira. Ou seja, viver apenas do rendimento dos investimentos. É preciso prestar bastante atenção a este indicador caso você deseje viver somente de rendimentos. A partir de março de 2020, o período de comparação foi estendido para 24 meses. E em maio de 2021 o período foi estendido para 36 meses.

Indicador segue evoluindo, embora em ritmo mais lento dada a queda recente da bolsa de valores nos últimos seis meses, apesar disso o indicador bateu 23,77%, maior patamar desde o ajuste para considerar os últimos 3 anos.

Depreciação

Também faço a depreciação mensal de boa parte dos meus bens, pelo menos dos que têm algum valor. A depreciação, em resumo, é o custo do uso do bem ao longo do tempo. Saiba mais sobre depreciação. Quanto menor o valor, melhor, pois preciso gastar menos dinheiro para manter o mesmo padrão de vida.

Mais um mês de valorização, puxado pela revisão do valor nos nossos bens, incluindo nosso carro. Com esse resultado, o carro passou a representar 10,56% do meu patrimônio, seguindo acima do valor desejado de até 10%.

Patrimônio Líquido

Meu Patrimônio Líquido (descontadas as dívidas) valorizou 4,15% nesse mês de dezembro. Contribuiu para o resultado a rentabilidade de 2,53% dos investimentos, valorização de bens (R$1.429,13) e menores dividas no cartão de crédito (R$ 2.744,38).

Portando, no acumulado do ano, a valorização patrimonial terminou em 21,48%, levemente acima da meta de 21,46%. Felizmente não tivemos seis meses consecutivos de queda na bolsa, caso contrário não bateríamos a meta, mesmo considerando que tivemos mais receita e mais poupança que o previsto. Finalizamos o ano com 47,44% do dinheiro poupado, quase metade de tudo que recebemos.

Olhando todo o contexto, fico bem satisfeito com o resultado, resultado, dado todo o cenário atípico em 2021. Em breve vou escrever um resumão dos avanços do ano.

Não deixe de nos acompanhar pelo instagram para ficar por dentro do mundo dos investimentos e conferir muitas dicas para fazer o seu dinheiro trabalhar para você.

É isso, Poupadores, até a próxima!

Artigo anteriorMais um mês de rentabilidade negativa, mas ainda estou ganhando do índice
Próximo artigoRespeito ao teto de gastos e renda passiva mensal acima de R$ 1 mil