Aumento de 40,78% na receita

52

Confira o meu orçamento com os dados atualizados de fevereiro.

Fechamos o mês com receitas e despesas realizadas, respectivamente, 1,3% e 2,19% acima do previsto. Nada a se preocupar, por enquanto.

Comparando a receita ano contra ano, tivemos um aumento de 40,78%, crescimento em todas as frentes. Já as despesas terminaram o mês com quase 30% de queda. Os resultados combinados contribuíram para uma poupança de 56,55%, a melhor do ano.

Receitas

Em janeiro, houve alta de 40,78% em relação ao mesmo período do ano passado.

No salário o crescimento foi de 29,27%, sendo parte do aumento por reajuste salário e outra parte por gratificação por substituição de função. Ainda pesou positivamente as receitas da minha esposa no consultório (4,1 vezes maior) e uma nova fonte de renda trabalhando em clinicas odontológicas. E, não menos importante, mais 29,03% de ganhos com os investimentos.

Olhando exclusivamente para a renda através dos investimentos, resultado de R$ 2.504,75 (64,10% de renda passiva) contra R$ 1.941,19 (87,03% de renda passiva) do mesmo período do ano passado. Portanto, olhando exclusivamente para a renda passiva, seguimos muito bem, com renda passiva média mensal no valor de R$ 1.043,82 nos últimos 12 meses. Crescimento de 16,51% quando comparado com o mesmo bimestre do ano passado. Segue abaixo gráfico atualizado com os proventos distribuídos desde 2017:

Despesas

Ao comparar os meses de janeiro e fevereiro, houve queda de 29,94%. A maior parte explicado pelas despesas extraordinárias de janeiro. Entretanto, tivemos dois gastos mais expressivos em fevereiro, a compra de um novo notebook e a renovação da assinatura trienal da casa de análise de investimentos dica de hoje 7. E, em um patamar de gastos menores, compramos uma nova fruteira pra nossa casa e um Snorkel para aproveitar melhor as férias que estão por vir.

De surpresas positivas, segue as despesas com alimentação, novamente abaixo da previsão, apesar de estarmos pedindo comida mais vezes para o almoço.

Uma boa receita e gastos controlados é fórmula perfeita para a poupança que atingiu 56,55%. Portanto, os gastos foram distribuídos da seguinte forma:

Para março temos alguns gastos extras previstos, como o pagamento integral de um curso religioso da minha esposa (Rhema), Licenciamento do veículo e anuidade do concelho regional de odontologia. A conta vai vir grande.

Orçamento

Finalizamos o segundo mês do ano, e olhando do ponto de vista da receita, temos um resultado 1,30% acima do previsto. Nossa receita realizada até aqui, segue concentrada na minha fonte de renda, superando os 70% do total e deve seguir assim até abril. Confira:

Todavia, pelo lado das despesas, estamos com gastos 2,19% acima da previsão. Nada a incomodar, por enquanto. Com os dados consolidados de fevereiro estamos mais próximos da previsão, embora ainda tenhamos algumas categorias bem distantes do previsto, como Vestuário e Outros.

Planejamento sem acompanhamento não serve de muita coisa poupador. É importante ficar de olho e acompanhar se estamos na direção correta ou não e tomar alguma ação o mais breve possível caso necessário.

Até a próxima, Poupador! Conte conosco para quaisquer dúvidas.

Artigo anteriorVale a pena comprar um carro novo pensando na economia de combustível?
Próximo artigoOs aportes em ativos geradores de renda seguem de vento em popa