Resumo dos avanços de 2021

136

Tivemos uma série de avanços rumo ao primeiro milhão ao longo de 2021, aqui faço um resumo dos 36 últimos artigos da jornada da riqueza.

A começar pelos três indicadores da riqueza.

No indicador de ativos geradores de renda, com variações mensais por volta de até 1%, tivemos um avanço de 2,88%, saindo de 74,58% e chegando a 77,46%. Lembrando que este indicador representa quanto do meu dinheiro trabalha pra mim, ou seja, quanto maior melhor. Para 2022 mão pretendemos imobilizar nossa capital, não temos planos de compra de residência ou troca de carro, por isso o indicador deve chegar aos 80% ou mais.

Outro indicador é de endividamento, que representa minhas dívidas sobre o patrimônio, diferente do anterior, nesse quanto menor o valor, melhor. O ano passado o indicador ficou o ano inteiro abaixo dos 3%, terminando em 1,74%. Para este ano, não temos no radar grandes dívidas, então deve seguir abaixo dos 3%.

E o último dos indicadores é o da riqueza, este indicador mede quando falta para os rendimentos dos meus investimentos serem suficientes para pagar minhas despesas, 100% significa que estou aposentado. Durante 2021 o intervalo de acompanhamento subiu de 2 para 3 anos, deixando o indicador mais preciso, já que absorve eventos esporádicos. Neste indicador, tivemos uma alta de 2,29%, saindo de 21,48% para 23,77%. Aqui temos que pisar o pé no acelerador, afinal quero me aposentar até meus 40 anos. Agora que o patrimônio está maior, estamos priorizando um pouco mais os ativos que pagam bons dividendos. Para 2022 espero que o indicador suba pelo menos 4%, chegando aos 27,77%.

Agora que terminamos de falar sobre os indicadores, vamos falar sobre o patrimônio líquido (desconta dívidas). Saímos de 329k e chegamos finalmente aos 400k. Para 2022 nossa meta é chegar aos 500k, por isso a meta é um aumento de 25%, um número conservador dentro de nossas expectativas, se tivermos um ano bom na bolsa, poderemos ir bem além.

Agora falando do nosso orçamento, tivemos um ano muito bom, conseguimos respeitar nosso teto de gastos, tivemos um crescimento de 32,88% na renda passiva e poupamos 47,44% de toda nossa renda. Veja abaixo como ficou a distribuição da receita por categoria:

Tivemos uma melhor distribuição, crescimento na renda da esposa e investimentos acima do meu reajuste salário, contribuindo para uma menor dependência do meu salário. Para 2022 a previsão é que a fatia do salário chegue a 71%, isso por conta de uma promoção que aumentará minha renda em cerca de 20%. E nos gastos prevemos aumento de apenas 2,55%. Assim, teremos uma poupança ainda maior em 2022.

Agora falando em renda passiva, segue crescendo, e ano passado tivemos quatro meses com renda mensal superior a R$ 1.600, enquanto que em 2020 apenas dois meses chegaram a este patamar. Abaixo você confere o resultado mensal histórico:

E pelo lado dos investimentos, basicamente ficamos passamos o ano inteiro no patamar 30% renda fixa e 70% em renda variável, pendendo um pouco mais para um lado ou outro.

Na rentabilidade batemos os principais índices de referência da bolsa de valores (BOVA11 e SAML11), uma rentabilidade de 4,24% abrindo uma vantagem de cerca de 15-19% a depender do índice. Estarei satisfeito se minha carteira tiver rentabilidade, no longo prazo, melhor que o índice iBovespa (IBOV11) e Small Caps (SMAL11).

Crescemos bastante a carteira durante o ano passado, tanto com novas adições quanto aumentando as posições dos ativos já estabelecidos. Porém, passamos a dar um pouco mais de atenção para os ativos que pagam bons dividendos, assim esperamos que, neste ano, a média mensal fique por volta de 1300 a 1600 reais, representando um aumento de 30% a 60%.

Veja como a carteira terminou o ano:

Os aportes vão seguir de vento em poupa e esperamos que a carteira de renda variável chegue a pelo menos 300k.

É isso Poupador, tivemos mais um ano de avanços consistentes e prevemos que 2022 será ainda melhor! Não esqueça de me acompanhar pelo Instagram. Vamos todos juntos rumo ao milhão!

E aí o que achou? Comenta aqui embaixo.

Artigo anteriorSuperamos, com folga, os principais índices da bolsa de valores brasileira
Próximo artigoRumo aos 500k