Bolsa de valores caiu e aproveitei para ir as compras

34
Mesmo na crise, as movimentações na bolsa não param

Nesta coluna, você vai acompanhar de perto a minha carteira de investimentos e vai aprender mais sobre maneiras de investir melhor para construir sua própria carteira previdenciária.

A carteira terminou o mês de julho com uma rentabilidade de -4,13%, puxada pela forte queda da bolsa de valores (-3,94%). Por isso, a maior parte dos aportes em renda variável se concentrou na última dezena do mês, período que a bolsa teve sua maior baixa no mês.

Foi mais um mês com poucas negociações, apenas uma venda, com o propósito de realizar lucros isentos de impostos. Todas as compras de ativos presentes em carteira. E também teve novo aporte em fundos imobiliários para aproveitar o bom momento deste mercado.

A seguir você confere tudo em detalhes.

Renda Fixa e Renda Variável

Em julho, em maior parte dos aportes foram na renda fixa, contribuindo para aumentar o percentual em renda fixa para 29,96%, maior patamar desde abril de 2021.

Rentabilidade

A carteira terminou o mês de julho com uma rentabilidade de -4,13%. Considerando apenas a parcela em renda variável, a carteira teve desvalorização de 5,77%, pior que o índice Ibovespa, que funciona como um termômetro da bolsa de valores e desvalorizou 3,94%.

No acumulado de 2021 minha carteira de renda variável segue com 14,39% de valorização contra 2,35% do índice iBovespa.

A rentabilidade mensal é medida ao levar em consideração a variação entre o preço na liquidação de todos os ativos e os rendimentos do mês. Para saber mais sobre o cálculo de rentabilidade.

Carteira de Investimentos

O número de ativos na carteira continuou em 29, sem mudanças. As dez maiores posições representam 71,56%.

Das 20 ações presentes na carteira, as três maiores altas foram: FESA4 (16,62%), ITSA4 (0,18%) e NEOE (0,06%). E as três maiores quedas foram: OIBR3 (-21,19%), CVCB3 (-19,55%) e VLID3 (-19,55%).

Agora vamos às negociações do mês.

Negociações

Foi um mês pouco movimentado, operei apenas nos últimos 10 dias do mês, principalmente depois que a bolsa engatou quedas mais consistentes. Houve uma única venda no mês, da Petrorio (PRIO3), apenas para realizar lucros acumulados e isentos (vendas de até R$ 20 mil/mês), no dia seguinte recomprei as ações e permaneci com a mesma quantidade. O lucro líquido nessa venda foi de R$ 11.905,47, maior lucro mensal até o momento.

Em julho comprei mais 400 ações da Sanepar (SAPR4), pelo preço médio de R$ 3,98 cada. É uma das empresas mais resilientes da bolsa, com lucros crescentes nos últimos 10 anos, e negociada atualmente por 80% do valor patrimonial, ao meu ver uma pechincha. Sigo acumulando.

Adicionei mais 300 ações da Oi (OIBR3), pelo preço médio de R$ 1,27 cada. A empresa segue entregando os resultados prometidos e devo intensificar as compras enquanto a cotação estiver em baixa. É perceptível o valor abaixo do preço justo, basta comparar com os concorrentes com capital aberto. Para saber se a Oi está barata, clique aqui.

A percepção do mercado sobre o setor imobiliário voltou a azedar, provavelmente pela alta da inflação e taxa de juros. Apesar disso, sigo confiante e voltei a aportar na empresa que considero a melhor do setor, a Trisul (TRIS3). Mais 100 ações pelo preço médio de R$ 9,45 cada. Devo aumentar posição com mais intensidade caso o mercado continue pessimista com a empresa.

Investi mais uma vez na resseguradora IRB (IRBR3), foram mais 100 ações pelo preço médio de R$ 5,87. Só espero resultados positivos a partir do terceiro trimestre, momento de ir acumulando enquanto o mercado segue pessimista.

E também comprei mais 100 ações da Minerva Foods (BEEF3) pelo preço médio de R$ 9,05 por ação. A empresa continua gerando muito caixa, apesar do preço da carne está nas alturas, pior momento do ciclo de mercado. Pretendo seguir com mais aportes caso a cotação continue abaixo desse patamar.

O restante dos investimentos se concentrou nos fundos imobiliários. Dessa vez, o investimento foi direcionado integralmente para o fundo de logística BTLG11, comprando mais 5 cotas pelo preço médio de R$ 111,10.

Seguem todas as operações realizadas:

No mais, continuo deixando a reserva de oportunidade lá na NuConta, rendendo 100% do CDI sem burocracia. Sigo aguardando boas oportunidades para investimento.

Lembrando que este artigo NÃO tem qualquer recomendação de compra e venda, e possui caráter exclusivamente educativo.

Para fechar!

Os novos aportes contribuíram para melhor equilíbrio da carteira, fazendo a Petrorio (PRIO3), maior posição da carteira, representar 14,45%, bem abaixo dos 15,74% que representava em junho. Abaixo dos 15% me sinto à vontade para fazer novos aportes caso ache a cotação atrativa.

O mercado de fundos imobiliários continua em bom momento para investimento e por isso sigo aportando com moderação.

No cenário macroeconômico brasileiro as estimativas mais recentes apontadas pelo boletim Focus mostram que teremos um ano com mais inflação e juros.  A expectativa mais recente aponta para Selic em 7,50% e a inflação em 7,05% para o final de 2021.

Tudo isso tem contribuído para quedas consecutivas na bolsa de valores, que chegou a mais de 130 mil pontos no início de junho e agora (17/08) se encontra próximo dos 115 mil pontos.

Toda essa queda apesar dos lucros das empresas referente ao segundo trimestre do ano virem, no geral, maiores. O que estou fazendo nesse cenário de lucros maiores e preços menores? Investindo muito.

É isso, Poupadores! Sigo investindo e acreditando no futuro do Brasil. Me acompanhe pelo Instagram e fique por dentro das minhas negociações. Ah, e não esqueça de compartilhar o artigo com seus amigos. Vamos todos juntos caminhar para a prosperidade.

Ficou com alguma dúvida? Comenta aqui embaixo.

Artigo anteriorTrês anos com meu amigo de quatro patas, saiba quanto gastei
Próximo artigoMeta alcançada, chegamos aos 400k!